FRETE GRÁTIS NAS COMPRAS ACIMA DE R$500

FRETE GRÁTIS NAS COMPRAS ACIMA DE R$500

Mercado Fitness: quais as tendências para 2022

Com a pandemia, muita coisa mudou, nos mais variados cenários, nós sabemos.

E é claro que no universo fitness, não seria diferente. Pela primeira vez, quem há muitos anos estava habituado a treinar em academias ou centros específicos, teve que se adaptar, fazendo treinos em casa; isso sem contar nos profissionais, que igualmente “for the first time ” tiveram que dar aulas on-line e se adequarem às necessidades de um público que não queria ficar parado mesmo com a condição do isolamento social.

Pensando nisso, trouxemos um pouquinho mais sobre as tendências que poderão ser observadas no mercado fitness em 2022.

Vamos juntos (as) conferir?

 

Primeiramente, o que é esse tal “mercado fitness”?

 

O mercado fitness é aquele que engloba não só as academias, mas também centros esportivos e de treinamento funcional, estúdios, box de CrossFit, escolas de lutas, centros de dança e assim por diante. Demais modalidades que incluam venda de equipamentos para exercícios, assim como artigos de nutrição e moda fitness também fazem parte deste mercado.

Um relatório divulgado no final de 2019, ou seja, pouco antes do início da pandemia, apontou ainda que o Brasil tem o segundo maior mercado fitness do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Por aqui, esse mercado movimenta nada mais nada menos do que algo como 30 bilhões de DÓLARES todos os anos. É muito dinheiro, não é mesmo?

E há rumores de que esse número só irá aumentar – uma vez que os cuidados com a saúde e corpo vem se tornando cada vez mais “populares”.

Chegou então a hora de conferir quais são as principais tendências para o mercado fitness em 2022.

Vamos lá?

 

Tendências mercado fitness em 2022

  

    1. Uso de Wearables

 

Com os wearables, tais como os smart watches, cada vez mais os atletas e amadores têm como acompanhar sua performances nos treinos. Entram aqui os monitores de frequência cardíaca, relógios inteligentes e rastreadores fitness.

Com isso, os alunos conseguem “rastrear” seus resultados e se sentem ainda mais motivados na prática esportiva. Vale a pena levar isso em consideração.

 

    2. Exercícios ao ar livre

 

A criação de pequenos grupos para escaladas, trilhas, corridas ou passeios de bike no parque se popularizam muito durante a pandemia – e mostraram que realmente vieram para ficar.

 

    3. Academia “em casa”

 

Quem tem espaço livre em casa também aproveitou esse momento para desenvolver pequenas “academias” em casa, compostas sobretudo por um aparelho para realização de aeróbico (como bike ou esteira), assim como halteres e anilhas de diferentes pesos. Parece uma estratégia eficiente para quem está pensando em economizar no longo prazo, hein?

 

    4. Personal Trainer

 

Treinamento individualizado também cresceu muito durante os meses de pandemia. Uma pesquisa conduzida pela The American College of Sports Medicine prova isso. Em um ranking das principais tendências fitness, a de personal trainer só apareceu na lista pela primeira vez em 2006. Desde então, ficou em 9 colocação no ano de 2017, passando para 8 em 2018 e alcançando a 5 colocação em 2020. Em 2021 houve uma queda para 6, mas a tendência é de que logo volte a crescer.

 

Pronto (a) para apostar nessas tendências?

 

Trabalhar “às escuras” não está com nada – e a gente não quer que você fique pagando burpees à toa por aí. Por isso, use como base essas estratégias para ver o seu trabalho no ramo fitness decolar!

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados